23 agosto 2006

EU, PECADOR, ME CONFESSO!

Há uns tempos, a minha amiga Helena, enviou-me por correio electrónico aquilo que seria, talvez na óptica de uma mulher, o banho de uma dama e o banho de um cavalheiro. Confesso que raramente me terei rido tanto ao ler seja o que fosse. Partilhei esse texto com alguns amigos e pensei ficar por aí. Hoje, porém, encorajado pelo amigo Pedro Nelito, resolvi partilhar essa pérola literária com todos os que a quiserem aceitar. Espero, apenas, que ninguém fique chocado com a sua leitura. Então aqui vai:

O BANHO DA MULHER

1. Tira a roupa delicadamente e coloca-a no cesto da roupa suja tendo atenção para não misturar peças de cores diferentes.

2. Vai para a casa de banho embrulhada num roupão. Se vê o marido/namorado, cobre-se bem e dá uma corrida até à casa de banho.

3. Pára em frente ao espelho e observa a sua figura. Espeta a barriga para se poder queixar do "gorda" que está.

4. Entra para a banheira. Pega nas luvas da cara, dos braços, das pernas, das costas e a pedra-pomes.

5. Lava o cabelo com champô de abacate/mel com 83 vitaminas.

6. Volta a lavar o cabelo com o champô de abacate/mel com 83 vitaminas.

7. Põe acondicionador para o cabelo de abacate/mel com 83 vitaminas e espera 15 minutos.

8. Lava a cara com uma mistura de pêssego durante 10 minutos, até que fique vermelha.

9. Lava o resto do corpo com sabonete de nozes e morangos, especial para corpo.

10. Retira o acondicionador da cabeça (este processo leva cerca de 10 minutos porque é preciso assegurar-se que se retirou todo o acondicionador).

11. Corta os pelos das axilas e das pernas. Considera barbear também a zona do bikini mas opta por depilá-la.

12. Grita desesperada quando o marido/namorado puxa o autoclismo e a água perde pressão.

13. Fecha a água do duche.

14. Escorre todas as partes molhadas dentro da banheira.

15. Sai da banheira e seca-se com um toalhão do tamanho de África.

16. Põe uma toalha super absorvente na cabeça.

17. Pesquisa todo o corpo à procura de pontos negros e ataca-os com as unhas ou uma pinça.

18. Regressa ao quarto embrulhada no roupão. Se vê o marido/namorado, cobre-se bem e dá uma corrida até ao quarto.

19. Demora mais uma hora e meia vestindo-se.


O BANHO DO HOMEM

1. Coça os tomates, enquanto decide se toma banho ou não.

2. Diz "Que porra!", dá um peido e, sentado na cama, despe-se atirando a roupa para o chão.

3. Em cuecas vai para a casa de banho. Se vê a mulher/namorada, mostra-lhe a pila e imita o som do elefante.

4. Pára em frente ao espelho para se observar. Encolhe a barriga, admira o tamanho da pila ao espelho, coça os tomates e cheira as mãos antes de tomar banho.

5. Entra na banheira.

6. Lava a cara com sabão azul e branco.

7. Lava a cabeça com sabão azul e branco.

8. Faz um penteado "punk“.

9. Abre a cortina do duche para se ver ao espelho com o penteado "punk“.

10. Farta-se de rir com o barulho que faz dar um peido dentro da banheira

11. Lava as partes privadas e os arredores com sabão azul e branco.

12. Lava o rabo com sabão azul e branco e deixa-o cheio de pêlos.

13. Mija dentro do duche, tentando acertar no ralo.

14. Apercebe-se que o chão está encharcado porque deixou a cortina de fora quando se foi ver ao espelho.

15. Sai do duche e semi-enxuga-se.

16. Vê-se outra vez ao espelho, fazendo músculos e vendo o tamanho da pila.

17. Deixa a cortina aberta, o sabão no chão e o tapete molhado.

18. Deixa a luz da casa de banho acesa.

19. Regressa ao quarto com uma toalha à cintura. Se vê a mulher/namorada, mostra-lhe a pila e volta a imitar o som do elefante.

20. Atira a toalha molhada para a cama e veste-se em 2 minutos.

4 comentários:

Direito & Esquerdo disse...

Muio boa a descrição deste momento ímpar que é a hora do banho.
No banho da mulher, pensei ao ler o relato que ao voltar ao quarto o marido já estivesse roncando, no quinto sono.
Saudações deste amazônida.
Bruno

citadinokane disse...

Carlos,
É incrível, o relato que fizeste é tão próximo da realidade brasileira... A virilidade do homem se afirma, para alguns, pela maneira de agir como está no post... Parabéns pelo retrato fiel da vida privada...
Dei muitas risadas, hehehe...
Abraços,
Pedro

asn disse...

Tem toda a razão. Rir, rir...vi-me à rasca pra conseguir ler todo este duplo inventário das acções inerentes a um banho como deve ser!
É caso para exclamar:
"Chiça, penico, chapéu de coco e casca de banana!"
Um grande abraço.
António

Carlos Ponte disse...

"Chiça, penico, chapéu de coco e casca de banana!"
Boa António, esta quase dava para a 21ª fase do banho do homem. Ainda bem que se riu! Sempre achei que rir faz muito bem, mesmo que por vezes seja de nós próprios.
Um abraço cá de cima,
Carlos Ponte