24 maio 2006

POR RAZÕES PESSOAIS

Galardoado no passado dia 19 de Maio com o Prémio Camões de 2006, Luandino Vieira vem dizer que não o aceita por "razões pessoais". Estou inteiramente de acordo acerca do direito que o assiste em não querer aceitar o prémio, já sobre as razões por que o faz... O prémio Camões não é propriamente o prémio de uma rifa dos Santos Populares, por isso dizer que não aceita "por razões pessoais", convenhamos que parece menosprezar o galardão. Todos já vimos rejeitar prémios mas dizendo de viva voz por que o fazem (Jean Paul Sartre, Marlon Brando, etc.).
Esperemos que Luandino evoque uma razão plausível. É o mínimo que pode fazer. Se não por respeito ao Prémio Camões, pelo menos, por todos os anteriores galardoados.

Galardoados com o Prémio Camões

1989 - Miguel Torga (Portugal)
1990 - João Cabral de Melo Neto (Brasil)
1991 - José Craveirinha (Moçambique)
1992 - Vergílio Ferreira (Portugal)
1993 - Rachel de Queiroz (Brasil)
1994 - Jorge Amado (Brasil)
1995 - José Saramago (Portugal)
1996 - Eduardo Lourenço (Portugal)
1997 - Artur Carlos M. P. Santos, “Pepetela” (Angola)
1998 - António Cândido (Brasil)
1999 - Sophia de Mello Breyner (Portugal)
2000 - Autran Dourado (Brasil)
2001 - Eugénio de Andrade (Portugal)
2002 - Maria Velho da Costa (Portugal)
2003 - Rubem Fonseca (Brasil)
2004 - Agustina Bessa-Luís (Portugal)
2005 - Lygia Fagundes Telles (Brasil)
2006 - José Luandino Vieira (Angola)

2 comentários:

asn disse...

Concordo plenamente com a opinião expendida no "post".
Não se pode/deve recusar um prémio literário deste quilate invocando as indefinidas "razões pessoais". Francamente, sempre pensei que um homem como Luandino Vieira seria capaz de especificar com mais clareza as suas razões, mesmo que nos ferissem psicológica e/ou moralmente.
Enfim, razões sem razão...
Um abraço amigo
António Nunes

Anónimo disse...

fsanta imposition thelwallwlv athletic sized jogs metallica ekeyksa bracketing science intersect
semelokertes marchimundui